quarta-feira, 10 de abril de 2019

Mistério: Onde está Cacau Menezes?

No último dia 28 de março, quando iniciaria o seu tradicional comentário no "Jornal do Almoço" de Santa Catarina, o colunista Cacau Menezes não conseguiu dar prosseguimento ao quadro, pois, segundo o próprio, o teleprompter, equipamento acoplado à câmera que permite a leitura de texto, não estava funcionando. Desde então, Cacau não apareceu mais na tela da NSC TV.

Descontente com a situação, Menezes argumentou: "Não podemos apresentar então, deixa pra mais tarde ou pra amanhã então, porque telespectadores, porque o quadro [...] senhoras e senhores, isso é fantástico, o quadro sumiu, produzindo desde às nove horas da manhã [...]". 

Para contornar a situação embaraçosa, Laine Valgas, apresentadora do JA, afirmou que "a tecnologia é assim mesmo, num dia atrapalha e no outro ajuda". Porém, nem os próprios colegas da bancada  puderam cessar o "climão". Mário Motta também tentou ajudar o colega, porém sem sucesso. Cacau simplesmente saiu do estúdio e os apresentadores foram obrigados a chamar os comerciais. O quadro tem cerca de cinco minutos de duração.

Reveja a saia justa:



SulBRTV entrou em contato com Cacau Menezes; o mesmo informou, no último sábado (06),  que pretendia em breve se pronunciar acerca do caso. Até o momento, ele não se manifestou. O blog também entrou em contato com a assessoria de imprensa da NSC, na última sexta-feira (05), mas até a publicação deste texto não obteve retorno.

Claudio de Menezes, ou simplesmente Cacau Menezes, é o comunicador mais antigo em atividade da televisão catarinense. Iniciou na telinha na estreia do "Jornal do Almoço" em Santa Catarina, em 5 de novembro de 1979, meses após a então "TV Catarinense" entrar no ar em Florianópolis. Dono dos bordões como "Põe na tela, amarelo" (que virou quadro fixo no espaço destinado a ele no jornal), "Salve, salve simpatia! Pode crer, amizade! Boa tarde, comunidade!" e também de um estilo (sempre) despojado no ar, seu comentário é assistido nas regiões da Grande Florianópolis, sul do estado, planalto serrano e meio oeste catarinense.

Embora esteja afastado da TV, o colunista de 64 anos continua escrevendo normalmente no impresso "Diário Catarinense" e no portal "NSC Total", ambos do mesmo grupo que engloba a afiliada da TV Globo em Santa Catarina.

Foto: Divulgação NSC Total

Um comentário:

Unknown disse...

Deu um chilique no babaca! O cara se acha muito, no mínimo foi chorar no colo do presidente do grupo NSC feito uma criança mimada.