sábado, 2 de junho de 2018

RS: Fundação Piratini encerra suas atividades

Desde 1974 no ar, a Fundação Piratini encerra suas atividades devido ao pacote de contenção de gastos para enxugar a máquina pública. O órgão detentor da TV Educativa do Rio Grande do Sul (TVE RS) e FM Cultura 107,7 foi extinto com as demais fundações pertencentes ao governo gaúcho que estavam junto ao pacote promovido pelo governo Sartori.

A Fundação Cultural Piratini - Rádio e Televisão, estava em atividade desde março de 1974 e foi um grande marco na comunicação gaúcha. Grandes nomes como Tânia Carvalho, Tatata Pimentel, José Antônio Daudt, Vera Armando e Clóvis Duarte deixaram sua marca na fundação, por meio da TVE RS.

A TVE RS teve sempre uma programação voltada à cultura e à busca pelo conhecimento, através de programas educacionais, assim como seu jornalismo e seus especiais, que enalteceram o turismo e a tradição. Foi afiliada à TV Cultura de São Paulo e também já retransmitiu conteúdo da TV Educativa do Rio de Janeiro. Atualmente, estava em afiliação à TV Brasil. No início dos anos 2000, se integrou à Rede Pública de Televisão, que unia todas as emissoras educativas do país em cadeia nacional, transmitindo uma programação conjunta, com atrações dos diversos canais interligados à rede.

A emissora ficava nas antigas instalações da também extinta TV Piratini. Programas como Radar, Galpão Nativo, Pandorga, 7 no ar e Mãos à Obra foram um marco na programação da estatal, garantindo sempre boa audiência.

Em 1989, a Fundação Piratini ganhava força com a inauguração da FM Cultura 107,7, que era dedicada aos seguimentos MPB, jazz, pop e música clássica, além de promover cultura e informação durante seu tempo em atividade. Assim como a TV, a rádio também será desativada.
Na última quarta-feira (30), foi publicado o decreto nº 54.089, que visa o processo de extinção no Diário Oficial do estado, assinado pelo governador José Ivo Sartori.

Para entender os motivos

Em dezembro de 2016, foi aprovado na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, o Plano de Modernização do Estado (PME), criado pela gestão Sartori, para conter os gastos do governo e aliviar os cofres do estado. Neste plano, a extinção da Fundação Piratini foi um dos alvos, demitindo mais de 50 servidores e realocando os 165 funcionários em caráter de concurso público para outros setores do governo. A programação da TVE RS seguirá até 4 de junho, apenas retransmitindo a programação da TV Brasil. A rádio FM Cultura seguirá com programas gravados.

A TVE RS deixa um histórico de 45 anos dedicados à educação, cultura e lazer, assim como seu jornalismo que também foi referência no Rio Grande do Sul.

Foto: Dilermando Dias

quarta-feira, 30 de maio de 2018

RDC TV estreia dia 2 de julho na NET

Foi escolhido para o dia 2 de julho o início oficial das transmissões da Rede Digital de Comunicação, que irá operar nos canais 24 e 524 da NET. Ao portal Coletiva.net, o diretor da emissora, Marcio Irion, disse que o motivo da escolha da data se deve à greve dos caminhoneiros, que prejudicou a montagem dos estúdios. Com isso, amplia-se a margem de tempo, para que tudo possa estar pronto em tempo hábil à sua estreia.

Na última semana, Marcio se reuniu com os diretores da RDC TV, Cadu Oliveira, Claro Gilberto, Leonardo Machado, Leonel Crespo e Lucélia Souza, para apresentação da campanha de lançamento do canal ao diretor regional da NET, Eduardo Dall Agno, ao gerente regional da Claro TV, João Cesar Padilha e à gerente de Trade Marketing, Andréa Santos.

Ao Coletiva.net foi informado também que a partir desta quinta-feira (30) já será possível acessar os canais 24 e 524 da NET, que exibirão uma imagem estática com o logo da emissora. A partir de 15 de junho, será lançada a campanha de lançamento da RDC TV, onde os telespectadores poderão acompanhar depoimentos dos apresentadores e executivos sobre o novo canal gaúcho de televisão. A grade de programação já está fechada, mas não há informações sobre o que será exibido na emissora.

Foto: Coletiva.net / Divulgação.

Profissionais da RBS são agredidos durante greve dos caminhoneiros

Nesta segunda (28) e terça-feira (29), equipes de reportagens do Grupo RBS sofreram agressões por grupos de manifestantes durante cobertura à greve dos caminhoneiros.

O repórter Jonas Campos (foto) e o repórter cinematográfico Dalmir Pinto, foram hostilizados durante cobertura na Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), nesta segunda-feira, em Canoas, sendo proibidos de cobrir reportagens sobre os acontecimentos dos últimos dias. Devido à situação, os jornalistas tiveram que deixar o local.

Profissionais de outros veículos do Grupo RBS também sofreram agressões. No dia 29, manifestantes tentaram arrancar o equipamento do fotografo Marcelo Casagrande (foto), do Jornal Pioneiro (Caxias do Sul). Na ocasião, o profissional foi derrubado e teve seus óculos quebrados e a bolsa de equipamentos danificada. Com ajuda de pessoas do local, o profissional conseguiu retornar em segurança ao prédio do Pioneiro.

Em São Sebastião do Caí, na RS 122, a repórter Vanessa Kannenberg, o repórter fotográfico André Ávila, de Zero Hora, e o motorista Paulo Rodrigues, foram hostilizados e expulsos do local. O carro onde eles estavam, foi alvejado com uma garrafa e pedras. Os profissionais conseguiram sair ilesos, e pediram ajuda da Brigada Militar para poder retornar à capital gaúcha.

Referente às situações, o Grupo RBS divulgou uma nota em repúdio a qualquer tipo de violência contra os seus funcionários em atividade, e reforçou que tomará medidas necessárias para proteger os profissionais e garantir a apuração dos fatos.

Fotos: Reprodução / Agência RBS.

TVE RS: Emissora demite cargos comissionados

Nesta última terça-feira (29) foram dispensados quinze dos 18 cargos em comissão, chamados CCs, durante a tarde. O procedimento é parte do processo de extinção da Fundação Piratini, já aprovada em dezembro de 2016, conforme o presidente do órgão Orestes de Andrade Júnior informou ao site Coletiva.net. Orestes é um dos que ficam, assim como diretor-geral da Fundação, o Advogado Thomaz Schuch e a Assessora Jurídica Maria Cícera Nascimento.

Com o fato, explica Orestes que a programação suspenderá suas atividades nesta quarta-feira, 30 e também na sexta-feira, 1º de junho, "Já havíamos tomado a decisão de paralisar a grade em função da greve dos caminhoneiros, que afetou o transporte da equipe", explicou ao portal, ao mencionar que, como quinta-feira (31) é feriado, a programação já não seria transmitida normalmente. Segundo o presidente, os telespectadores poderão acompanhar as atrações da TV Brasil e da TV Cultura. "Teremos até segunda-feira [4 de junho] para pensar em uma solução".

No ano anterior, em novembro, 14 servidores da Fundação Piratini que não possuíam estabilidade funcional reconhecida pelo governo foram dispensados. Todos estavam exercendo suas atividades na TVE. Já neste ano, em março, 42 funcionários foram realocados para 15 diferentes secretarias do Estado.

A extinção da Fundação Piratini, vem de um pacote de medidas enviada pelo governo Sartori à Assembleia Legislativa, com o propósito de reduzir os gastos da máquina pública e amenizar a crise. Em dezembro de 2016, o pacote foi aprovado pela casa legislativa do Estado do Rio Grande do Sul.

Foto: Coletiva.net 

quarta-feira, 23 de maio de 2018

RBS TV e Band RS definem suas coberturas para as Eleições 2018

A todo vapor, as emissoras de televisão no Rio Grande do Sul já estão promovendo encontros com representantes dos partidos políticos, para definição do calendário das atividades sobre o pleito eleitoral de 2018. O SBT já definiu os dias importantes na emissora, para dedicação às eleições. Desta vez, RBS TV e Band, constroem seu calendário junto com os partidos políticos.

A RBS TV, nesta terça-feira (22), recebeu assessores representantes de 18 partidos políticos para apresentar o cronograma das datas e toda a sistemática que ocorrerá durante o período de eleições, dentre as tais, os formatos que procederão os debates, foi uma das principais pautas do encontro. No dia 27 de agosto, começam as entrevistas com os candidatos ao governo gaúcho. O programa escolhido para apresentação de suas propostas e ideias ao Piratini é Jornal do Almoço, sendo elas, até dia 31 deste mês. A ordem se dará pelas pesquisas eleitorais. 

Na sequência, será a vez dos candidatos ao senado expressarem suas ideias e propostas aos eleitores gaúchos no Bom Dia Rio Grande. As entrevistas serão de 10 a 14 de setembro. Em caso de segundo turno, já foi decidida também a inserção dos candidatos em entrevista no RBS Notícias, acontecendo nos dias 15 e 16 de outubro.

O foco da RBS TV com as eleições será totalmente destinado ao governo do Rio Grande do Sul, ficando as informações dos candidatos à Presidência da República, para os telejornais da TV Globo. 

Já a Bandeirantes, por sua vez, definiu em reunião (foto ao lado) realizada nesta segunda-feira (21) que o debate com os candidatos ocorrerá no dia 16 de agosto. Em caso de segundo turno, haverá o segundo debate, dia 17 de outubro. O telejornais da emissora noticiarão as atividades dos nomes ao governo gaúcho, além de exibir entrevistas com os mesmos.

Fotos: Divulgação (RBS TV e Band RS).