sábado, 6 de junho de 2020

O sucesso dos títulos de capitalização regionais

Atualizada às 21h40 em 21/06 – Até pouco tempo, quando se falava em título de capitalização ou sorteio na televisão, era unanime lembrar da "Tele Sena", do Grupo Silvio Santos. Os mais antigos podem recordar do "Papa Tudo", tendo Xuxa como garota propaganda. No final dos anos 90, a premiação foi acusada de dar calote a milhares de investidores (o empresário responsável pelo sorteio escapou da cadeia em 2018, pois o crime prescreveu).

Nesta semana, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o texto-base da Medida Provisória 923/2020, que recria os sorteios de prêmios nas redes nacionais de televisão aberta do Brasil. Nos anos 90, ficaram conhecidos como a farra dos "0900". Segundo o site "Notícias da TV", caso a medida seja aprovada o método previsto em nada lembrará as caras ligações por telefone: será por aplicativo de celular.

No sul do Brasil, os gaúchos e paranaenses lembram do "Toto Bola", outra modalidade de sorteio realizado na TV, que teve um fim conturbado: um ex-sócio da empresa responsável denunciou, em 2004, que os sorteios eram fraudados. A condenação saiu em 2009 (assista à reportagem na época abaixo). Já os catarinenses com mais de 20 anos de idade, devem lembrar do atual deputado-federal e comunicador César Souza falando “eu ainda vou entregar um prêmio para você” na “Casa Feliz”. Esses sorteios, para o bem ou mal, ficaram no passado.


A partir da década de 2010, surgiu uma nova modalidade de sorteio: a filantropia premiável: consiste em um título de capitalização, o qual o comprador cede o direito de resgate da sua reserva para uma instituição filantrópica. SulBRTV constatou que, atualmente há, pelo menos, 10 sorteios (incluindo as versões locais) nessa modalidade no sul do Brasil. Eles ocupam a programação dominical das emissoras de televisão – garantindo um bom dinheiro em tempos de crise econômica com a venda de horários. Esses sorteios também estão dando dor de cabeça à Liderança Capitalização, detentora da "Tele Sena", como informou o jornalista Ricardo Feltrin em março no UOL. Parte dos consumidores acha que é mais fácil ganhar em um sorteio regional do que na nacional "Tele Sena", havendo fuga de compradores. 
No Rio Grande do Sul, há o “Trilegal”, da ApliCap, com duas versões: para Porto Alegre, região metropolitana e litoral norte. Estes sorteios são transmitidos pela TV Pampa (Rede TV!) e Record TV RS, aos domingos, às 10h. Para o interior gaúcho, o sorteio é batizado de “Trilegal Tchê”: Os sorteios são transmitidos pela Band RS e Record TV RS às 9h, também aos domingos. A instituição beneficiada é a Federação das APAES do Rio Grande do Sul. 
Em Santa Catarina há a Trimania, da Invest, com três sorteios regionais: Grande Florianópolis, Sul e Planalto Catarinense (instituição beneficiada Federação Catarinense de Basquetebol); Vale do Itajaí (Hospital Santo Antonio de Blumenau) e Norte Catarinense (Instituição Bethesda de Joinville). Os sorteios são realizados e transmitidos na NDTV Record, aos domingos, às 10h (em Florianópolis o sorteio é gravado na Record News SC, do mesmo grupo). 
Para o oeste catarinense, há o “Sorte Mania”, da SSCT, com sorteio realizado em Pato Branco (PR), que abrange também o sudoeste do Paraná. A instituição beneficiada é o Inates – Instituto Nacional De Tecnologia Social. Os sorteios são exibidos no SCC/SBT em Santa Catarina e TV Beltrão (TV Brasil), de Francisco Beltrão, TV Sudoeste (Rede TV!) de Pato Branco, aos domingos, às 10h.
O "Domingo dá sorte", realizado em Caçador (SC), é o "caçula" dos sorteios nesta modalidade. Tem como região de cobertura: o meio-oeste e planalto norte catarinense, além da região de União da Vitória, no Paraná. A premiação pertence à Meio Oeste Agenciamento de Negócios Ltda. tendo como instituição beneficiada é o Inates – Instituto Nacional De Tecnologia Social. Parece ser do mesmo grupo da "Sorte Mania". Contudo, ocorre que o primeiro – e único –  sorteio foi realizado no dia 15 de março. Por conta da pandemia, a realização do sorteio está suspensa até hoje. A TVBV (Band) e a TV Mill (TV Cultura), de União da Vitória, eram as emissoras que transmitiram o sorteio aos domingos pela manhã.
Na região metropolitana de Curitiba, litoral paranaense e região de Ponta Grossa há o “Mega Mania”, da Invest, o mesmo da "Trimania". Esses sorteios são exibidos pela RIC (Record TV) aos domingos às 10h. A instituição beneficiada é a Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas de Curitiba.
Para a região oeste do Paraná, em cidades como Cascavel, onde o sorteio é realizado, e Foz do Iguaçu há o "Proeste", da Capemisa Capitalização. A instituição beneficiada é a APAE. Os sorteios são realizados aos domingos, pela manhã, com transmissão da Tarobá Cascavel (Band) a partir das 10h. 
Para a região norte do Paraná, há o “Vale Sorte”, da Aplub. Os sorteios são transmitidos pela Rede Massa (SBT) de Maringá e Londrina, aos domingos às 10h. A instituição beneficiada é a Santa Casa de Londrina. 

Em sorteios considerados especiais, realizados geralmente em datas como Natal e Ano-Novo, essas empresas chegaram a sortear R$1 milhão em prêmios. Durante a pandemia, parte delas suspenderam os sorteios, mas voltaram recentemente – com premiações mais modestas.

E você, já jogou em algum desses sorteios? Conheceu alguém que ganhou? Ou já ganhou?

Atualização: Ao contrário da primeira e segunda versões deste texto, há, pelo menos, mais dois sorteios deste tipo no sul do Brasil, totalizando 10 premiações, incluindo as versões locais – e não oito. Trata-se do "Domingo dá sorte" e "Proeste". Os programas foram inclusos no texto.

Fotos: Reprodução de TV. Agradecimentos: Michel Antunes. 

Nenhum comentário: