quinta-feira, 16 de julho de 2009

A briga pelo terceiro lugar

Desde que a extinta RedeSC/SBT saiu do ar para entrar a RIC Record, muita coisa mudou na televisão catarinense: A Record/SC até em 2006 era apenas uma emissora comum, em 2007 sofreu vários investimentos até o grupo paranaense que comanda a RIC TV no Paraná e comandava a RedeSC/SBT trocou o SBT pela Record.

Efetuada a troca de emissoras em 1º de fevereiro de 2008, o grupo lageano SCC que até então afiliava a RedeTV! Sul que tinha boa cobertura estadual, porém não recebia o sinal em Florianópolis (a RedeTV! possuía e possui até hoje uma repetidora(retransmissora) no canal 18) voltou a exibir o sinal do SBT em Santa Catarina. Na década de 90, o grupo era a retransmissora no interior do estado com o nome SCC - Sistema Catarinense de Televisão. Ou seja: o SBT praticamente ficou sem sinal em Florianópolis durante um bom período, o que fez a TVBV - TV Barriga Verde a se mexer.

A TVBV é considerada uma das emissoras mais bem estruturadas do estado de Santa Catarina. Durante bom tempo, era ela que transmitia vários eventos para o canal da da GloboSAT, Sportv no estado de Santa Catarina. Investiu fortemente em jornalismo, montando uma news room na sede no bairro Pantanal em Florianópolis. Contratou gente e trocou de logotipo e slogan. Isso rendeu bons frutos a emissora. Em seus programas locais, conquista, várias vezes, a vice-liderança.

Já o SBT Santa Catarina está correndo atrás do prejuízo. A mudança de base operacional de Lages (onde ainda é sua sede) para Florianópolis no decorrer do ano de 2008 foi difícil. Somente em meados de julho e agosto a emissora conseguiu distribuir o seu sinal em melhor qualidade no canal 45 para a grande Florianópolis. Construiu uma sede provisória em Florianópolis e está investindo em jornalismo e no sinal por todo o estado. A última contratação foi de Roberto Salum, que já apresentou programa na RedeTV! Sul , e que recentemente estava na TVBV, agora reforça a equipe de jornalismo do SBT SC. Ele participa do SC Repórter 1ª edição e estreiará um novo programa chamado "Sem Limite" que irá ao ar neste sábado, às 13h15. Conforme eu mesmo disse em março, Salum tem que ter seu próprio programa, e, novamente, terá.

Isso fica evidente a forte briga pelo terceiro lugar na televisão catarinense. A RBS TV continua líder, sendo , varias vezes, surpreendidas pela RIC Record que ocupa a vice-liderança com tranquilidade no estado de Santa Catarina. Resta saber se toda essa guerra acabará beneficiando o principal interessado nesta batalha: o telespectador.

Foto/Montagem: Giorgio Guedin

6 comentários:

Anônimo disse...

gosto muito do sc reporter. Agora com o Salum o jornal vai ficar ainda melhor.

Marlon Medeiros disse...

É, mais sinal aqui em Governador Celso Ramos que é bom, nada. SE MEXA, SBT SC!

Giorgio Rosso Guedin disse...

Bem lembrado, Marlon... nem com TV a Cabo o sinal melhora :)

Gustavo Galhart disse...

Falta estímulo no SBT SC, o que sobra para a TVBV, que cresce, assim como o SBT RS, a Band RS e a Rede Pampa.
Vamos saber os próximos capítulos dessas duas novelas, a audiência da televisão gaúcha e catarinense.

E vamos ver se o autor paranaense vem ou não ainda esse ano.

Marlon Medeiros disse...

Giorgio: Engraçado que meu amigo que mora na "praia" (eu moro na "vila", a distância é de uns 3, 4Km) diz que consegue ver. Agora não me pergunte como é o sinal lá. Deve ser "assistível".

Anônimo disse...

As Melhores audiências da Globo estao na SC.