quinta-feira, 19 de maio de 2011

500: Erros e acertos do "novo" Jornal do Almoço

Em comemoração à quingentésima postagem de SulBRTV, uma análise aprofundada do "Jornal do Almoço" de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Há mais de um semestre está no ar o novo formato do "Jornal do Almoço" no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. A intenção na RBS TV Gaúcha, que foi confirmada por seu editor-chefe, Raul Ferreira, é conter o avanço principalmente da Record e também do SBT no horário. Já em Santa Catarina, a regionalização e interação é o principal foco deste novo JA. Como fizemos com o Jornal Nacional iremos classificá-las com notas de 5 a 10. Começaremos a falar sobre a mudança visual do "Jornal do Almoço".

Vinheta
A vinheta (vídeo) do "Jornal do Almoço" não há nada de muito diferente, algo novo. Lembra, de certa forma, a abertura da antiga novela da TV Globo,"Ti-ti-ti", com aquelas "serpentes" andando pelo vídeo. Um acerto, em relação à vinheta anterior, é a volta de cores mais claras, como o laranja e o amarelo, em vez do medonho azul.
Nota 7

Trilha sonora
Aí está uma incógnita. Fizeram uma trilha, com base gaúcha, para ambos os estados - o que resultou em várias reclamações por parte dos catarinenses. A trilha, mais suave em relação à anterior, é muito boa. Pelo que se percebe, a trilha agradou ao público em geral, mas poderiam fazer uma versão sem a gaita para o "Jornal do Almoço" catarinense. Em Porto Alegre, para a escalada, já houve uma nova variação desta vinheta (que estragou a trilha padrão).
Nota 7

Cenário
Mesclado de novidade e de padronização, em relação ao antigo cenário do "RJTV", da TV Globo, o cenário foi a melhor novidade na mudança do "Jornal do Almoço". Mas não houve padrão em certos detalhes. Nas praças regionais de Joinville, Blumenau e Caxias do Sul tem dois telões de LED, enquanto as outras praças estão com apenas um telão. Era necessário existir esse padrão. Vale lembrar que o novo cenário lembra, de longe, o cenário do "Jornal do Almoço" de 1993-1996. Combina com a cara do Jornal. Cabe ressaltar, para as praças regionais, a alteração do mesmo cenário para o RBS Notícias (sai as fotos de pontos turísticos e entra um fundo azul e com contorno destacado para o estado) foi uma boa estratégia, já que em Florianópolis e Porto Alegre, o jornal é apresentado direto da redação.
Nota 10

Modo de apresentação
A partir deste quesito, dividimos o jornal pelos estados:

Rio Grande do Sul
O enorme cenário que o "Jornal do Almoço" possui em Porto Alegre fez com que um grande problema aconteça até hoje: o cenário é uma verdadeira passarela. Os comentaristas e os convidados ficam em pé praticamente sem reação e andam de um lado para o outro (acontece isso geralmente com Lasier Martins e Paulo Sant'ana). Há inúmeros momentos que, devido ao fato do jornal ser apresentado totalmente em pé, os apresentadores se perdem diante às câmeras. O jornal pode, sim, ser apresentado em pé, mas não totalmente. Para notícias, sentado; para entretenimento, uso do telão, em pé. Outra situação curiosa é o uso de microfone sem fio, em vez do microfone de lapela, usado praticamente por todos, incluindo os comentaristas e repórteres - totalmente desnecessário. Uma informação apurada por SulBRTV e que foi cogitada pela produção do programa, era a apresentação do telejornal feita de tênis e camiseta (!!!) por parte das apresentadores para dar o tom "mais informal" no programa. Imagine, caro leitor, a Cristina Ranzolin com roupa que se vai para uma academia apresentando o jornal. E o Lasier Martins? Felizmente, essa ideia não foi para frente. Outra mudança, que pelo que se percebe, não foi de agrado geral, foi a saída de Rosane Marchetti (que agora somente faz reportagens especiais para a RBS TV e para a TV Globo) e, consequentemente, a apresentação sozinha de Cristina Ranzolin. Com dois, ou com um, apresentador(es), o jornal poderia seguir, tranquilamente, seu novo formato, porém o público sentiu falta da dupla que estava há praticamente duas décadas no ar.
Nota 5

Santa Catarina
Ao contrário do Rio Grande do Sul, em Santa Catarina o jornal é apresentado um pouco sentado (apesar da estranha banqueta de bar em Florianópolis) e um pouco em pé. Na dose certa. O modo de apresentação não mudou muito. Uma curiosidade é que, antes, somente Mário Motta fazia breves comentários após as reportagens, atualmente Karem Fabiani está também comentando. No interior, a interatividade mudou a forma de interação com telespectador (para melhor) - e um método provisório, porém eficaz, de medição de audiência. Recentemente, a RBS TV Florianópolis está fazendo uso de um aparelho que permite a transmissão ao vivo de qualquer lugar que tenha sinal 3G, porém muitas falhas já ocorreram desde a estreia do equipamento. Sem contar a qualidade do equipamento, muito irregular. Isso chama, infelizmente, mais atenção que a própria notícia - e a notícia, evidentemente, é o que merece destaque num telejornal e não o equipamento.
Nota 8

Conteúdo

Rio Grande do Sul
Quem está gostando desse formato mais popular do "Jornal do Almoço", irá discordar com o que escreverei adiante. O "Jornal do Almoço" não é mais um jornal. Virou um programa de televisão (só faltou auditório) e aquelas luzes coloridas postas em cima do espaço onde as bandas tocam só reafirmam isso. Infelizmente, a ideia de, praticamente, todo dia encerrar com alguma banda tocando ao vivo é enjoativa. As matérias de humor, que tomam conta do jornal, também se tornaram muito repetitivo. Sobrou Lasier Martins para falar de assuntos mais sérios. O "Balanço Geral", da Record RS, fez com que o "Jornal do Almoço" perdesse sua característica de manter o gaúcho bem informado no horário do almoço. Agora, o gaúcho está bem entretido na hora do almoço.
Nota 5

Santa Catarina
Felizmente, o "Jornal do Meio Dia", da RIC TV Record, possui um padrão popular, mas sem apelações, como acontece no Rio Grande do Sul. Por isso, o "Jornal do Almoço" catarinense não teve significativa mudança de conteúdo depois dos novos cenários. Mas é evidente, que de alguns anos pra cá, o JA catarinense ficou mais popular devido ao fato de o "Jornal do Almoço" perder audiência para a RIC TV Record. Com isso, o "Jornal do Almoço" ficou totalmente local para as praças de Joinville e Blumenau.
Nota 8

Você concorda com o texto acima? Dê sua opinião. Comente!


"A opinião deste texto não demonstra, necessariamente, a opinião do Blog SulBRTV"
.
Compartilhe:

10 comentários:

Anônimo disse...

Gostei da matéria, concordo também que deveria existir uma trilha mais "catarinense", prefiro o JASC, apesar da RBS não fazer uso dos recursos (Câmera Grua, Ipad...), e quanto aos cenários, prefiro o de RS, o de SC é meio "apertado", e usam aquele "Fundo Azul" horrível nas persianas atrás dos monitores, poderiam usar o "Fundo Laranja" com um leve degradê ao azul... Quando ao formato, prefiro o de SC, é mais sério e objetivo.

Anônimo disse...

Porque medonho azul????

Tiago Dörner disse...

O JASC já foi apresentado com o fundo laranja, mas prefiro do jeito que está agora, com o fundo azul.

Giorgio Rosso Guedin disse...

o azul, para mim, não combina com o jornal em almoço... tem que usar cores mais claras... como o que está atualmente...

Anônimo disse...

Pois é Giorgio, aquele azul não combina para a hora, poderiam usar o azul (com um degradê laranja) no "Bom Dia SC" (o azul remeteria ao dia que está clareando). E outra coisa que irrita é o fato da RBS SC não aproveitar os recursos que tem, como o iPad e a Câmera Grua Móvel (que não são usados à tempos, exceto à grua, que é usada muito de "vez em quando" e estáticamente)

rmrosa80 disse...

Também não gosto nada daquele azul.

Diogo de Carvalho Silva disse...

O iPad ta sendo usado na TVCOM, exemplo disso é o TVCOM Esportes e Conversas Cruzadas.
A grua ta aos poucos no RBS Notícias. Já é avanço em termos de RBS Florianópolis.

K.franco disse...

O JASC Joinville faz uso relativamente frequente do iPad + Twitter, sempre sorteando alguma coisa ou lendo comentários dos seguidores ao vivo !

Anônimo disse...

Valeu por esculachar o JA RS

Mariana disse...

Não acho que o JA RS não é mais um jornal. Acho que o conteúdo do Jornal do Almoço está mais parecido com o do ínicio do jornal (quadros de comentários, notícias, esportes, entrevistas), mas com muito mais tecnologia.