terça-feira, 3 de março de 2020

Cacau Menezes pode deixar NSC TV

Atualizado em 05/03, às 09h50 — Um fato histórico para a mídia catarinense pode estar prestes a acontecer. O comunicador mais antigo em atividade da televisão de Santa Catarina, Cacau Menezes, está decidindo se deixa a NSC TV, afiliada Globo, após mais de 40 anos de atividades. O jornalista Moacir Pereira, em suas redes sociais, afirmou que Cacau já tinha pedido demissão (o que foi noticiado anteriormente em SulBRTV), mas Cacau, ao Portal Making Of, revelou que ainda não decidiu sobre seu futuro. A NSC Comunicação se pronunciou no fim da tarde desta quarta-feira (04), afirmando apenas que "o colunista Cacau Menezes encontra-se licenciado."

Nas redes sociais, Cacau postou, na manhã desta quarta-feira (04), uma foto com a seguinte frase: ""Tudo na vida é uma questão de hermenêutica. Se não for o côncavo é o convexo". Vida que segue".

A última aparição, na TV, do colunista ocorreu no dia 21 de fevereiro, sexta-feira de carnaval com o tradicional comentário no "Jornal do Almoço" exibido pela NSC TV Florianópolis, Criciúma e Centro-Oeste. Não há qualquer menção a uma possível saída neste dia, mas Cacau encerrou seu comentário com a frase “ A gente se vê por aí”. No portal “NSC Total”, a última nota foi postada no sábado, dia 29 de fevereiro.

Claudio de Menezes, ou simplesmente Cacau Menezes, é o comunicador mais antigo em atividade da televisão catarinense. Iniciou na telinha na estreia do "Jornal do Almoço" em Santa Catarina, em 5 de novembro de 1979, meses após a então "TV Catarinense" (que virou RBS TV e NSC TV ,posteriormente) entrar no ar em Florianópolis. Dono dos bordões como "Põe na tela, amarelo" (que virou quadro fixo no espaço destinado a ele no jornal), "Salve, salve simpatia! Pode crer, amizade! Boa tarde, comunidade!" e também de um estilo (sempre) despojado no ar, seu comentário é um dos pontos altos do JA. 

No dia que o "Jornal do Almoço" completou 40 anos em Santa Catarina ganhou uma longa homenagem produzida pela jornalista Laine Valgas. Um dos períodos mais turbulentos ocorreu no ano passado, quando um problema no teleprompter o fez “abandonar” o JA ao vivo. Ao jornalista Claiton Selistre, do Portal Making Of,  afirmou que a relação atual com os atuais gestores da NSC TV não é das melhores. Menezes declarou ainda que não conversou com ninguém da concorrência.

Foto: Reprodução NSC TV


Nenhum comentário: